Notícias

Brasileiro de Oito Anos Arrecada Sozinho mais de R$ 5 mil para Ajudar Pessoas Cegas

Alejandro

Texto extraído de: Deficiente Ciente, por Débora Spitzcovsky

“Não sabendo que era impossível, ele foi lá e fez.” Talvez a frase do poeta francês Jean Cocteau possa ser usada para definir a história do pequeno Alejandro Cuan Tichauer. Com apenas oito anos, o menino de São Paulo colocou na cabeça que iria ajudar a melhorar a realidade dos deficientes visuais do Brasil – e conseguiu (até mais do que esperava).

Tudo começou quando Alejandro assistiu, no colégio onde estuda, a uma palestra da Associação Brasileira de Assistência à Pessoa com Deficiência Visual (Laramara). Os especialistas falaram a respeito das dificuldades que as pessoas cegas enfrentam no dia a dia e despertaram em Alejandro a vontade de ajudar.

Determinado, o menino colocou na cabeça que iria comprar uma Máquina Braille para doar à entidade. Como? Ele escreveu cartas pedindo ajuda financeira para sua causa e distribuiu, pessoalmente, os bilhetes para vizinhos, colegas do colégio, professores e amigos dos pais.

Como resultado, Alejandro arrecadou bem mais do que o dinheiro necessário para comprar uma Máquina Braille. Com os R$ 5.010,00 que juntou, ele conseguiu comprar dois equipamentos desse tipo, além de 25 bengalas. Todo o material já foi doado à Laramara e ajudou a melhorar a situação de dezenas de deficientes visuais. Não sabendo que era impossível, ele (um menino de oito anos, vale lembrar) foi lá e fez!

Fonte: Blog Revista Super Interessante

Tags: , , , , , , , , , , , ,

Não GosteiGostei (Sem votos)
Loading...

i.social

Sem comentários ainda.

Adicione sua resposta