Notícias

Conheça as melhores empresas para uma pessoa com deficiência trabalhar

Melhores empresas para a pessoa com deficiência trabalhar

Enquanto vemos um grande número de empresas que ainda estão focadas apenas no cumprimento da legislação de cotas para pessoas com deficiência para, somente depois disso, pensarem em estratégias de inclusão, muitas outras têm a inclusão como parte de seus valores desde o início e trabalham continuamente para construir um ambiente corporativo mais participativo e igualitário, no qual pessoas com e sem deficiência trabalham juntas para formar economia sustentável e humanizada.

É com esse espírito que o Prêmio “Melhores Empresas para Trabalhadores com Deficiência” chega a sua quarta edição e destaca as empresas que tiveram boas práticas de inclusão e contratação de pessoas com deficiência ao longo de 2017. O projeto foi criado para valorizar e reconhecer publicamente as empresas que possuem PCDs em seus quadros de colaboradores, mas, mais do que isso, também é uma forma de inspirar outras organizações a também refletirem sobre os benefícios da inclusão.

IV Prêmio Melhores Empresas para Trabalhadores com Deficiência

Melhores empresas para a pessoa com deficiência trabalhar 2

A quarta edição do Prêmio Melhores Empresas para Trabalhadores com Deficiência foi realizada em São Paulo nesta quinta-feira, 7. As empresas finalistas compareceram ao Palácio dos Bandeirantes para uma cerimônia organizada pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo e as vencedoras receberam um troféu como reconhecimento de suas boas práticas.

O evento também contou com a presença da i.Social, que é a idealizadora do Prêmio e também foi responsável pela parte técnica e pela criação da sua metodologia de avaliação.

http://Equipe%20da%20i.Social

Equipe da i.Social

Durante a cerimônia, a Secretária Dra. Linamara Rizzo Battistella informou, ainda, que a edição de 2018 do Prêmio será realizada em São Paulo no aniversário da Lei de Cotas (em 24 de julho). Em dezembro do mesmo ano, será realizada uma nova edição do prêmio internacional “Reconhecimento Global – Boas Práticas para Trabalhadores com Deficiência” na sede da ONU (Organização das Nações Unidas), nos Estados Unidos, no Dia Internacional das Pessoas com Deficiência.

No palco, Dra. Linamara Rizzo Battistella, secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo; Floriano Pesaro, deputado federal e secretário de Estado de Desenvolvimento Social de São Paulo; Marinalva Cruz, secretária adjunta da Secretaria Municipal das Pessoas com Deficiência de SP; Marco Antonio Pellegrini, secretário nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência; e Andrea Schwarz, presidente da i.Social.

No palco, Dra. Linamara Rizzo Battistella, secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo; Floriano Pesaro, deputado federal e secretário de Estado de Desenvolvimento Social de São Paulo; Marinalva Cruz, secretária adjunta da Secretaria Municipal das Pessoas com Deficiência de SP; Marco Antonio Pellegrini, secretário nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência; e Andrea Schwarz, presidente da i.Social.

.

Vencedores do IV Prêmio Melhores Empresas para Trabalhadores com Deficiência

Os vencedores da quarta edição do prêmio foram premiados nas categorias ‘Grandes Empresas’, ‘Micro, Médias e Pequenas Empresas’, ‘Empresas Estrangeiras’ e ‘Empreendedores com Deficiência’.

Confira os destaques abaixo:

Categoria “Grandes Empresas” (com 100 ou mais funcionários)

1º lugar: HP E

Melhores empresas para a pessoa com deficiência trabalhar - HP E

O programa de diversidade e inclusão “HP Able” tem oferecido aos colaboradores com deficiência da empresa um ambiente livre de barreiras – objetivo plenamente alcançado em todas as suas unidades.

2º lugar: McDonald’s e PwC Brasil (empate)

Melhores empresas para a pessoa com deficiência trabalhar - MC e PwC

O McDonald’s (à esquerda) conta com uma equipe com 46 profissionais dedicados exclusivamente ao processo de contratação e gestão de carreira dos trabalhadores com deficiência, que existe desde 2015. O efeito desse trabalho se refletiu no aumento da contratação: entre janeiro e agosto de 2017, foram contratadas 324 pessoas com deficiência, um aumento de 27% em relação ao ano anterior.

A PwC Brasil (à direita) realizou a contratação de 37 trainees com deficiência em 2017, incluídos em 10 escritórios da empresa, representando 11% do total de trainees contratados. O cargo é a principal porta de entrada das áreas técnicas de auditoria, consultoria de negócios e consultoria tributária.

3º lugar: Senac São Paulo

Melhores empresas para a pessoa com deficiência trabalhar - Senac SP

Todas as unidades do Senac têm um representante da inclusão: um funcionário da unidade que assume e acumula com sua função principal com o objetivo de ampliar e a manter a inclusão de pessoas com deficiência. Atualmente, o grupo é formado por 60 representantes.

Categoria “Micro, Médias e Pequenas Empresas” (com até 99 funcionários)

Vencedora: Specialisterne Brasil

O objetivo da Specialisterne é promover a formação de pessoas com autismo em tecnologia da informação e habilidades sociais com vistas à sua inclusão profissional. A empresa tem 65% do seu quadro de funcionários composto por consultores com transtorno do espectro autista (TEA) que contam com suporte de uma equipe administrativa responsável pelas áreas de formação, negócios, recursos humanos e comunicação e marketing.

Categoria “Empresas Estrangeiras”

1º lugar: Shaw Trust Accessibility Services

A Shaw Trust Accessibility Services é uma organização filantrópica, criada em 1982 no Reino Unido, que conta com uma estrutura composta por 1.055 funcionários e uma rede de 1.000 voluntários para oferecer suporte às pessoas com deficiência para que tenham uma vida independente e inclusiva. Uma das vertentes, por exemplo, é por meio de oportunidades de empregos.

2º lugar: Claro Chile

A Claro Chile investiu na acessibilidade para receber seus 31 colaboradores com deficiência contratados na área corporativa e para os call centers. Por meio de uma consultoria, avaliaram a acessibilidade das sucursais e do prédio corporativo. Uma de suas sucursais foi escolhida para ter acessibilidade total e segue o modelo de desenho universal.

3º lugar: Panda Retail Company

A rede de supermercados, fundada em 1978, atua na Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e Egito. Emprega pessoas com deficiência desde 2002 e hoje, entre os cerca de 23.590 funcionários, 305 têm algum tipo de deficiência (visual, auditiva e física) e trabalham na sede da empresa em Jeddah, nos escritórios regionais e em lojas por toda a Arábia Saudita.

Categoria “Empreendedores com Deficiência”

1º lugar: Jéssica Pereira da Silva – Bellatucci Café

Graças a sua paixão por cozinhar, a empreendedora Jéssica Pereira, que tem síndrome de Down, abriu o Bellatucci Café, na região do Cambuci, em São Paulo. O negócio serve bebidas à base de café, doces, salgados e pratos rápidos no almoço.

2º lugar: Claudio Roberto Tavares – Deficiente Online

Claudio Roberto tem deficiência física congênita e está à frente do Deficiente Online, uma empresa que faz a ponte entre empresas e candidatos com deficiência ou reabilitados para o mercado de trabalho. Tem um banco de dados com 63 mil candidatos com deficiências cadastrados e cerca de 1.300 empresas atendidas.

3º lugar: Paulo Martins – Chaveiro Martins

Depois de concluir o curso de Chaveiro pela Escola Argos, em São Paulo, o empreendedor Paulo Martins, que tem deficiência auditiva, se identificou com o serviço e passou a trabalhar com isso em Hortolândia, no interior de São Paulo, onde reside. Em funcionamento há quase um ano, o Chaveiro é elogiado pelo bom trabalho e recebe feedbacks de qualidade dos clientes.

Categoria “Destaques – Boas Práticas”

Na foto, os representantes das empresas CHESF, Electrolux e CI&T Software

Na foto, os representantes das empresas CHESF, Electrolux e CI&T Software

.

• CHESF (Companhia Hidrelétrica do São Francisco, empresa do Grupo Eletrobras)

A CHESF foi a primeira empresa do grupo Eletrobras a instituir um Comitê de Acessibilidade e Inclusão, em julho de 2011. O Comitê atua dentro da corporação para equalizar as necessidades e demandas dos empregados com deficiência à política econômica e aos objetivos estratégicos da empresa.

• Electrolux

A Electrolux emprega atualmente 330 colaboradores com algum tipo de deficiência em todo o Brasil, sendo que 90% são operadores que trabalham diretamente nas fábricas de Curitiba, São Carlos e Manaus. Em seu programa de inclusão, a pessoa com deficiência que ingressa na empresa passa cinco dias em integração e ambientação antes de iniciar suas atividades, recebendo treinamento de segurança, sustentabilidade e conhecendo os benefícios. Ainda conta com o suporte de um “padrinho”: um colega que acompanha seu processo de integração pelo período de três meses e viabiliza seu acesso às dependências da empresa e o orienta sobre requisições de senhas, ramal, computador, entre outros detalhes práticos do cotidiano.

• CI&T Software

O programa de inclusão da CI&T Software se destaca pela preparação dos coaches de pessoas com deficiência para que possam promover as adaptações necessárias no processo de gestão e no ambiente de trabalho. O programa tem como principal objetivo desenvolver os colaboradores com deficiência, elevando sua performance e desenvolvendo suas competências.

i.Social é uma consultoria com foco na inclusão social e econômica de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Acesse nosso site ou entre contato conosco para conhecer nossos serviços, vagas e treinamentos: i.Social – Soluções em Inclusão Social.

atendimento@isocial.com.br | (11) 3891-2511

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Não GosteiGostei (Sem votos)
Loading...

i.social

Sem comentários ainda.

Adicione sua resposta