Inclusão, Notícias

Empregabilidade da pessoa com deficiência é discutida em Fórum

Dra. Linamara defende a Lei de Cotas e afirma: carência de profissionais com deficiência capacitados é um mito

Texto extraído: Pessoa com Deficiência

Na manhã de quarta-feira, 02 de maio, aconteceu o 26º Fórum de Empregabilidade de Pessoas com Deficiência realizado pela empresa Serasa Experian.

O objetivo do Fórum foi de promover a troca de experiências e traduzir o encontro numa ferramenta eficaz de responsabilidade social, para o crescimento da empregabilidade das pessoas com deficiência no País.

Segundo dados do Ministério do Trabalho de 2009, o número de pessoas com deficiência aumentou 0,7% e a média de cumprimento da Lei das Cotas é 21,4%. Já o número de autos de infração emitidos pelo não cumprimento da lei subiu de 336, em 2005, para 1.167, em 2010, segundo a Secretaria de Inspeção do Trabalho.

A principal discussão foi a criação de uma rede nacional de empregadores de pessoas com deficiência. A gerente de Cidadania Corporativa da Serasa, Andrea dos Santos Regina, explicou que a criação da rede nacional tem o objetivo de fomentar uma nova cultura entre empresas de médio e grande porte para que haja o respeito e inserção da pessoa com deficiência no mercado de trabalho com dignidade e reconhecimento.

“Hoje é a primeira reunião para desenharmos a rede em conjunto. As regras e o modo de agir serão definidos em conjunto e a governança será de todos”, disse Andrea. Ela informou ainda  que apesar da existência de uma lei federal (Lei de Cotas 8213/91) que garanta o emprego dessas pessoas, a medida ainda não é suficiente. “Ainda há grandes desafios, como a atração da pessoa qualificada com deficiência”, destacou.

“Achar uma pessoa qualificada com deficiência não é fácil e reter essa pessoa dentro da empresa é outro desafio. A rede nacional de empregadores se propõe a discutir como tratar esses desafios e trabalhar para que não sigamos apenas cumprindo a cota”, ressaltou a gerente.

Além da gerente, o evento contou com a presença da Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Dra. Linamara Rizzo Battistella, e a especialista em inclusão de pessoas com deficiência, da Organização Mundial do Trabalho, Debra Perry. Também esteve presente o Coordenador de Diversidade e Inclusão do Serasa Experian, João Baptista Cintra Ribas.

A Secretária Dra. Linamara apresentou um panorama nacional sobre a inclusão de pessoas com deficiência e discorreu sobre o tema empregabilidade e inclusão das pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Ela citou a evolução do número de vagas para pessoas com deficiência. “Cerca de 110 mil trabalhadores nessas condições foram contratados formalmente em cumprimento à Lei de Cotas.

Há ainda 30 mil trabalhadores contratados sem vínculo com a política afirmativa”. A Secretária acrescentou ainda: “Temos procurado criar mecanismos. Por um lado, o mercado está convencido da importância de tratar dessa questão da diversidade humana de maneira séria. Por outro lado, o governo tem procurado soluções de capacitação para essas pessoas”.

Dra. Linamara avaliou, ainda, que a carência de profissionais com deficiência capacitados é um mito. Segundo ela, cabe ao sistema de ensino parte da capacitação, mas a empresa também é responsável por fornecer ferramentas ao funcionário para que ele se especialize ainda mais.

“Você aprende a executar sua tarefa no desenvolvimento dela. Ninguém te ensina a ser um bom operador de telemarketing, por exemplo. Você aprende a mexer no equipamento, mas o trabalho se aprende na prática”, frisou.

“Em 2011, tivemos um ganho expressivo de vagas ocupadas por pessoas com deficiência… Os direitos das pessoas com deficiência dependem do mecanismo de fiscalização. Precisamos garantir que esses órgãos estejam presentes, que eles sejam alinhados.”

A Secretária de Estado ainda comentou sobre a importância da participação de São Paulo na 1ª Conferência Estadual do Emprego e Trabalho Decente, evento de iniciativa pública, voltado ao assunto.

E como um dos pontos recorrentes é a Lei de Cotas, Dra. Linamara não deixou margem de dúvida sobre sua defesa da lei. “A Lei de Cotas não protege, o que nos protege é a nossa capacidade de fazer acontecer. A Lei de Cotas é uma lógica inquestionável”, ressaltou, em resposta a afirmação de João Ribas sobre que “a Lei de Cotas não protege as pessoas com deficiência”.

A representante da OMT, Debra Perry discursou sobre exemplos de redes de empregadores ao redor do mundo. Os fóruns da Serasa acontecem há alguns anos sempre com abordagem acerca da empregabilidade das pessoas com deficiência. Desde a primeira edição, em 2002, renomados especialistas do Brasil e de outros países já participaram dos debates, compartilhando informações, opiniões, conhecimento e experiências.

Disponível : http://migre.me/91NNQ

Tags: ,

Não GosteiGostei (Sem votos)
Loading...

i.social

2 Responses para “Empregabilidade da pessoa com deficiência é discutida em Fórum”

  1. On 4 de janeiro de 2013 at 18:04 RAFAEL MARCOS GARCIA respondeu com... #

    Parabéns pelo site. Jesus é fiel

  2. On 11 de março de 2013 at 13:03 RAFAEL MARCOS GARCIA respondeu com... #

    PARABÉNS PELOS SITE. Deus é fiel

Adicione sua resposta