Inclusão

Governo do Estado Insere mais de 800 Pessoas com Deficiência no Mercado de Trabalho em 2013

deficientes-mercado-de-trabalho

Texto extraído de: Vida Mais Livre

Dos três mil cidadãos inscritos no Programa estadual de Apoio a Pessoa com Deficiência (PADEF) em 2013, 832 conseguiram uma vaga no mercado de trabalho. “Estamos confiantes e felizes com os resultados, caminhamos norteados pela justiça que a inclusão garante a todos”, comemora a supervisora do PADEF, Marinalva Cruz. Segundo dados do programa, 21 mil vagas foram oferecidas no período.

A região Oeste da Grande São Paulo com 271 colocados foi a campeã no Estado. Logo em seguida ficou a região Sul também da Grande São Paulo que somou 227 pessoas com deficiência contratadas. Campinas ficou em terceiro lugar, (189 pessoas). Os setores de Serviços, Indústria e Construção Civil foram os que ofereceram maior número de oportunidades.

O secretário de Estado do Emprego, Tadeu Morais, lembrou as vitórias conquistadas pelo programa desde sua criação. “Comemoramos 18 anos do PADEF em 2013 e temos muitas vitórias desde então”, afirmou. “A ação participa sempre de caravanas de conscientização o que aumentou o conhecimento dos empregadores sobre essa parcela significativa de trabalhadores no Estado”, afirmou.

Em 2013, a equipe do PADEF percorreu mais de 30 mil quilômetros em São Paulo “levando informação sobre a cultura inclusiva, livre de preconceitos e discriminação contra a pessoa com deficiência”, afirmou o secretário.

De acordo com Cruz, o PADEF busca “inclusão e não privilégio”. “Trata-se de um trabalho que precisamos fazer nas duas pontas – com os empregadores e os trabalhadores. Felizmente temos tido resultados excelentes”, finalizou a supervisora.

Ações do PADEF

Capacitações em Libras, Feira Internacional de Reabilitação, Inclusão, Acessibilidade e Esporte (REATECH), Mutirões do Emprego, Ações globais para emissão de carteira de trabalho e orientação profissional, Fóruns de Inclusão e Caravanas da Inclusão, Acessibilidade e Cidadania. Essas foram algumas das iniciativas do PADEF durante 2013. Todas as regiões do Estado foram contempladas.

“Por meio da participação do PADEF em diversos eventos de conscientização nas empresas, mais de 800 trabalhadores conseguiram se recolocar no mercado. A colaboração dos gestores públicos em fazer valer o cumprimento da Lei de Cotas, também garante a igualdade de oportunidades para todos”, ressaltou o secretário Morais.

Felicidade

Denise Morais, 47, deficiente visual, mora na cidade de Ribeirão Preto, no bairro Ipiranga.  Ela conta que conheceu o PADEF em uma unidade do Poupatempo, quando foi se candidatar a uma vaga de emprego.

“Quando cheguei ao Poupatempo, fui logo conduzida ao posto do PADEF. Lá, o atendimento foi ótimo. Fui encaminhada para uma ótima vaga e uma semana depois estava trabalhando. Estou muito feliz, pois não imaginava ser chamada. Agradeço muito às pessoas que trabalham no programa”. Denise trabalha há um mês no Banco SRN, como auxiliar administrativa.

Fabiane de Almeida, 38, mora em São Paulo (capital) e trabalha no HCOR (Hospital do Coração). Com mobilidade reduzida em dois dedos da mão direita, Fabiane tinha dificuldade em conseguir emprego. “Quando conheci o PADEF, tive a sensação de que essa dificuldade poderia ser superada. Hoje, sou muito grata ao programa que me ajudou a chegar onde eu estou”, afirmou.

Sobre o Padef

O PADEF, coordenado pela Secretaria estadual do Emprego e Relações do Trabalho (SERT),  foi criado em 1995. Desde sua implantação inseriu mais de 13,5 mil pessoas com deficiência no mercado de trabalho.

Para os interessados, o PADEF oferece avaliação de perfil profissional, orientação quanto ao laudo médico e as exigências do mercado de trabalho, encaminhamento para cursos e/ou vagas disponíveis, emissão de carteira de trabalho e habilitação do seguro-desemprego e divulgação de oportunidades de emprego.

Os empregadores também contam com os serviços do PADEF. O programa realiza pré-seleção e encaminhamento de candidatos, salas para processos seletivos, orientação para análise de funções e palestras de sensibilização.

Como participar

As pessoas com deficiência e os empregadores interessados devem fazer cadastro gratuito no site: www.empregasaopaulo.sp.gov.br/maisemprego.mte.gov.br .

O cadastro também pode ser feito em um dos 250 Postos de Atendimento ao Trabalhador (PATs) espalhados pelo Estado, Poupatempo ou comparecer à sede do PADEF (Rua Boa Vista nº 170 – 1º Andar – Bloco 4 – Centro – São Paulo/SP). O horário de funcionamento na sede é das 8h às 16h, de segunda a sexta.

Os documentos necessários para os candidatos às vagas de emprego são RG, CPF, PIS (quando tiver), carteira de trabalho, laudo médico com o Código Internacional de Doenças (CID) e Audiometria (no caso de deficiência auditiva). Para o empregador que deseja se cadastrar, é preciso CNPJ, Razão Social, endereço e nome do solicitante da vaga.

Fonte: Secretaria de Estado do Emprego e Relações do Trabalho

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

Não GosteiGostei (Sem votos)
Loading...

i.social

Sem comentários ainda.

Adicione sua resposta