Inclusão

O preconceito contra as pessoas com deficiência é a principal barreira para uma inclusão de qualidade

Preconceito contra as pessoas com deficiência -barreira para uma inclusão de qualidade

O preconceito contra as pessoas com deficiência é a origem de muitos problemas encontrados no mercado de trabalho e na falha tentativa de inclusão das empresas. Nada menos do que 70% dos entrevistados na pesquisa realizada pela i.Social anualmente¹ acreditam que as pessoas com deficiência sofrem preconceito no ambiente de trabalho, seja ele por colegas, gestores ou até mesmo clientes.

O preconceito contra as pessoas com deficiência é a principal barreira para uma inclusão de qualidade 1

A contratação apenas para o cumprimento da Lei de Cotas não deixa de ser preconceito. Faz com que o profissional seja praticamente invisível na empresa, deixando-o desmotivado com as práticas diárias. São destinadas funções simples, que geralmente outros profissionais não desejam fazer, assegurando cargos aos PcD’s que os impossibilite de crescer, conseguir uma promoção e contribuir para a empresa como deveriam fazer.

Isso se torna ainda pior quando a qualificação do profissional é descartada em razão do que se acredita que o mesmo pode ou não exercer por conta de sua deficiência.

Como já vimos no texto em que são abordadas as vantagens na contratação de pessoas com deficiência, uma boa empresa para pessoas com deficiência é uma boa empresa para todos. A inclusão torna a empresa mais produtiva quando são oferecidas as condições necessárias para que uma pessoa com deficiência possa trabalhar e exercer por completo o que pode, há uma maior valorização de todos os funcionários, pois a convivência entre pessoas diferentes ajuda o ambiente de trabalho a se tornar mais rico, possibilitando a troca de experiências diversas, o que humaniza a empresa e permite crescimento profissional e pessoal.

E com a oportunidade de crescer pessoalmente e profissionalmente, a empresa também diminui os turnovers porque, quando o profissional com deficiência se encontra nas mesmas condições que os demais colaboradores, a tendência é que ele se sinta valorizado e permaneça por mais tempo na organização influenciando positivamente os demais colaboradores.

Ou seja: apenas empregar/estar empregado não é sinônimo de solução. É preciso constantemente insistir em práticas como campanhas de valorização das pessoas com deficiência no ambiente de trabalho, palestras sobre inclusão para o público interno da empresa, treinamentos inclusivos para os gestores e específicos para o RH, recrutamento e seleção de pessoas com deficiência para vagas mais qualificadas e investir/ampliar em canais de busca de candidatos com deficiência.

Prova da importância de um bom banco de profissionais com deficiência para uma inclusão de qualidade é o trabalho que a i.Social faz há 18 anos. Com o maior e mais qualificado banco de currículos de pessoas com deficiência do Brasil, com cerca de 100 mil profissionais com deficiência cadastrados e ativos, a i.Social conta com uma equipe de 15 psicólogas especialistas em recrutamento e seleção de pessoas com deficiência, já tendo auxiliado a contratação de cerca de 12.000 profissionais com deficiência em mais de 500 empresas no Brasil.

Diminuir o espaço do preconceito e expandir a inclusão e as oportunidades igualitárias, como se deve ser, é preciso em uma sociedade moderna com tanta diversidade como a nossa.

¹ Profissionais de Recursos Humanos – expectativas e percepções sobre a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Não GosteiGostei (Sem votos)
Loading...

i.social

Uma Reposta para “O preconceito contra as pessoas com deficiência é a principal barreira para uma inclusão de qualidade”

  1. On 6 de julho de 2017 at 20:17 Vera Fabiano respondeu com... #

    Eu sou mais uma vítima do preconceito, pois depois de quase 10 anos em uma empresa de grande porte, fui perseguida por mais de 1 por uma gestora, até que no final do ano passado fui demitida, até hoje não me conformo pois durante todo o período eu procurei o RH da empresa que o mesmo se omitiu.

Adicione sua resposta